segunda-feira, 13 de abril de 2015

Burning Fingers Pocket : I am Bread

Nas mãos de quem sabe, voltamos nesta digníssima terça com mais um simples e peculiar jogo. É com muita paciência que hoje, com vocês, "Eu sou um Pão".




Com um titulo no minimo estranho, I am Bread é mais um jogo indie com liberdade para inovar. Desenvolvido pela BossaStudios UK (Grã Bretania), lançado em 9 de abril de 2015.




Mais um com uma história muito simples, para alegria de seu redator. Você é um pão que quer virar uma torrada. Seu objetivo, passar por todos os cenários, seja da cozinha até a garagem, achar a torradeira e viver feliz e crocante. Para conseguir esse feito nosso pãozinho deve tomar cuidado com a sujeira do local, onde uma barra de comibilidade, se é que isso é uma palavra, funciona como sua vida. Passar por cima de água, formiga, chão, pegadas de graxa; não é nada aconselhável.




Para a jogabilidade vale ressaltar: joguem essa porcaria em um console, o PC só te faz passar raiva. É muito mais estressante tentar usar as teclas do que o controle, se tiverem uma manete para PC façam uma favor a vocês mesmo. Aqui você controla os vertices do pãozinho, usando os botões de traz de uma manete, ou as teclas do seu keyboard, e movimente ele bemmmmm lentamente com o seu analógico. Bem bunito, bem matuta e bem simples.


Nada de mais, nada de menos. Aqui vemos uma das vantagens dos jogos indie, a liberdade financeira deixa o lado artístico aflorar. Se bem que não vejo muita arte em um pão correr para torradeira. Ideias mirabolantes são uma constante no jogos de indios. Mesmo com uma tematica "boba" o jogo ainda te fará penar em algumas fazes.

Nota: 2.5 pegadas de graxa. Jogo mediano, que passa o tempo e ainda da fome.

Calma meu povo, aquele que vos fala anda muito atarefado, mas é obvio que não poderiamos ignorar, nesse bloco, o lançamente de um certo Caçador. Então esquente as suas mãos, porque terça feira dia 21 começará a nossa Caçada.


Nenhum comentário:

Postar um comentário