segunda-feira, 11 de maio de 2015

To Be Continued... A Primeira Geração.

Saudações moradores-e-visitantes-das-terras-oníricas! Começarei a abordar as gerações dos consoles. Não irei falar sobre todos os consoles, pois não é o intuito deste canal, mas apenas os principais, juntamente com alguns fatos e curiosidades.

"Arvore" das gerações de consoles (até a sétima), apenas com os principais.


Primeira Geração (1972 - 1977):

Como foi escrito semana passada, a primeira geração teve seu início em 1972 com o vídeogame Magnavox Odyssey. Porém não foi o único da geração. O seu sucesso não foi grande, entretanto foi a porta de entrada de outras empresas no novo mercado, incluindo a Atari, a Coleco e a Nintendo (única empresa que ainda está no mercado de consoles e também a única que lançou consoles em todas as gerações).

O segundo console caseiro a ser lançado foi o Pong da Atari, em 1975. O COnsole foi baseado no arcade de mesmo nome, de enorme sucesso e talvez o principal game responsável pelo fenômeno dos arcades. O sucesso do Pong foi grande para a época e a maioria dos consoles lançados posteriormente nesta geração eram clones deste, o que faz a geração ser conhecida como "Geração Pong". O Pong também é considerado como o responsável pela transformação dos jogos eletrônicos em um mercado de verdade. 

No Pong você podia jogar Pong... Só que na sua própria TV!!! Uau!

Porém nem tudo foi fácil. A Magnavox, detentora da patente do Odyssey que também continha um jogo de tênis, iniciou um processo judicial requisitando direitos autorais contra a Atari, e demais empresas que lançaram consoles na época. Essa foi a primeira Treta Maligna da história dos games. A Magnavox e a Atari acabaram fazendo um acordo fora das cortes, e as demais empresas tiveram que pagar royalties para a Magnavox.

Outro console da Geração de destaque, foi o Telstar. Este console da empresa Coleco, lançado em 1976, possuia um design bem simples, mesmo para os padrões da época e não trazia muitas inovações. Ainda assim foi o que obteve o maior número de vendas na primeira geração. Isso deu por dois fatores: o primeiro foi seu preço reduzido, quase metade dos demais concorrentes. O segundo foi o que alguns consideram 'um golpe de sorte' e outros consideram 'visão de mercado'. Na época muitos queriam entrar no novo ramo de tele jogos, porém havia poucas empresas que fabricavam chips para consoles. A principal delas era a General Instruments. A Coleco conseguiu adiantar o seu pedido de chips para essa empresa, que ficou sobrecarregada em pouco tempo. Desta forma foi a única que recebeu todo o carregamento, tendo demais companhias recebido apenas uma pequena fração dos pedidos. Desta forma a Coleco se tornou líder da Geração Pong!



Eu fico imaginando como que era o  Handball anunciado na caixa...



Bem feinho mesmo, não sei porque, mas parece um utensílio de cozinha, tipo aquelas balanças culinárias antigas...




Um último console que devemos tratar aqui desta geração (e também um dos últimos a serem lançados) é o Color TV Game 6 da Nintendo (Também conhecido por CTG). Outro console pong, que continha 6 variações do mesmo game. O CTG foi lançado em 1977, apenas no Japão e foi o último da geração.


Além desses consoles vários outros foram lançados no período, e mesmo esses receberam "upgrades" para manter a concorrência. Entretanto a geração encontrou seu fim em em 1977 com o primeiro Videogame Crash. Neste ano as empresas do ramo tiveram que vender seus consoles até mesmo abaixo do preço de custo, apenas para reduzir o prejuízo, e a maioria entrou em falência, o que marcou o fim da Primeira Geração. Isso ocorreu principalmente pelo fato da tecnologia de games ter estagnado, todos os consoles desta geração eram dedicados, ou seja, eram limitados aos jogos que vinham na memória (e a maioria era variações de tênis - ou Pong). Enquanto os consumidores exigiam mais, principalmente após o lançamento do Fairchild Channel F - da Fairchild em 1976. Este foi o primeiro videogame programável, ou seja, os jogos podiam ser desenvolvidos à parte do console e vinham em cartuchos e o primeiro console da segunda geração que tratarei semana que vem.

Até lá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário