quarta-feira, 3 de junho de 2015

Acervo Pessoal: Omega Quintet


Primeiramente, deixa eu falar que cometi um erro ao julgar o "livro" pela capa. Omega Quintet é um excelente JRPG, me surpreendeu e muito, a ponto de eu deixar de jogar The Witcher 3 para joga-lo.(Claro que a febre de Witcher me pegou uma hora e comecei a jogar viciadamente)

Como disse, julguei o livro inicialmente pela capa e não pelo conteúdo. Quando comprei o jogo achei que seria um daqueles jogos que me arrependeria.(Cof Cof "Natural Doctrine" Cof Cof)

A história não é lá uma maravilha da vida. Uma força das trevas começa a tomar conta do mundo e as únicas que podem impedir e derrotar essas trevas são as Verse Maidens(Sim, você controla Idols, que com suas armas e voz devem matar as criaturas).

Tudo bem, a história não é o ponto forte, eu admito. Uma hora você começa a pegar aquele afeto pelas personagens da party, mas realmente até onde eu joguei, a história ainda não deu aquele UP supremo.

O importante pra mim foi o gameplay. Ahhhh que saudade eu estava das magias apelativas, ataques combinados, explosões impossíveis e o ca***** a quatro. Esse jogo entrega com certeza isso tudo que falei, e ainda mais(Não liberei todos os ataques e magias disponíveis). O jogo tem um sistema de craft onde você faz novos itens, armas e roupas. Sim, roupas, você pode criar novas roupas pra suas idols usarem, podendo colocar atributos variados nelas e trocar de acordo com o tipo de batalha que está tendo. Para os mais tarados(Não leia eu...) o jogo tem um sistema de dano nas roupas, tome muita porrada e sua roupa rasga, tome mais ainda e ela é destruída, fazendo suas heroínas andarem por ai de biquíni(Não, o jogo não é 18+,acreditem).

 A melhor surpresa foi quando eu fiz o primeiro ataque, eu nunca tinha visto algo tão liso e não travado, não me julguem, eu nunca tinha visto algo rodando a 60 fps, esse jogo foi o primeiro, então entendam a minha surpresa a ver uma animação tão lisa.

Os gráficos porem podia ser um "poquinho" melhor para um jogo de PS4, mas eu não julgo, eu gostei para c***** do jogo em 60 fps, e se o gráfico teve que ser um pouco sacrificado para isso, que seja. Outro ponto positivo é a tradução e a dublagem(Ahh meudeus ele jogo JRPG dublado....shiuuu. A dublagem desse tá legal, mas eu acho a original sempre melhor)

Omega Quintet foi um dos jogos que eu comprei mais ou menos no escuro e acabei achando o caminho para a felicidade, eu altamente recomendo. Esqueça as menininhas,Idols e afins, é um excelente JRPG e merece ser jogado.

Semana que vem acho que vou trazer The Witcher 3, a razão pela qual eu não trouxe essa semana é porque acho que Omega Quintet é um jogo que poucos conhecem e que merece uma olhada.( E Witcher 3 é longo para carai e queria jogar mais para ter uma ideia melhor sobre o jogo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário