segunda-feira, 8 de junho de 2015

To Be Continued... A Quinta Geração!

Saudações para todos-aqueles-que-exercitam-suas-falanges. Chegamos em mais uma parada importante de nossa viagem: a Quinta Geração, também conhecida como Era do CD ou Era 32/64 bits! Aqui, os padrões modernos para os consoles começaram a ser definidos e foi também onde a gigante Sony entrou pra f...errar com as outras empresas. Talvez tenha sido nesta geração onde ocorreram os maiores saltos de tecnologia nos games.
Quinta Geração: a Era dos CDs


Quinta Geração (1993 - 1999):

Apesar dos CD terem sido utilizados como mídia para games na geração anterior, foi aqui que eles realmente se instalaram. O Primeiro console desta geração foi o 3DO. Também o primeiro console de 32 bits (o SEGA 32x veio um ano depois). O 3DO (abreviação para 3D Operating System) foi desenvolvido pela 3DO Company, uma associação formada por 7 empresas. A 3DO Company foi fundada em 1991 com o objetivo de lançar um console de nova geração, que pudesse ser fabricado e vendido pro outras empresas parceiras e licenciadas. A 3DO ficaria com royalties de cada console e game lançado. O console foi lançado em 93 e a excelente propaganda aliada às baixíssimas taxas de royalties solicitada pela 3DO fez com que várias empresas aceitassem a parceria. Entretanto, as empresas licenciadas teriam que obter a maior parte de seus lucros com a venda dos consoles, pois não teriam muito retorno com a venda dos jogos (devido aos royalties), além disso teriam que cobrir a taxa de licenciamento para a produção dos mesmo. Isso fez o console ser lançado a um preço superior ao do Mega e do SNES juntos. Evidentemente as vendas foram baixas e o console não se firmou no mercado.



A Panasonic foi a primeira licenciada a lançar o 3DO, e co isso foi a que mais lucrou. 










Diversos modelos do 3DO e suas licenciadas.





Assim como o 3DO, outros consoles também foram lançados nesta geração sem muito sucesso. os exemplos mais conhecidos são o Amiga CD32 e o Atari Jaguar. 
O Amiga foi um console da Commodore com um shipset gráfico baseado no do computador pessoal Amiga 1200. O interessante deste console era que possuía periféricos como drive para disquete, teclado, mouse e disco rígido, possibilitando fazer um upgrade do console para praticamente transformá-lo em um computador pessoal.
Já o Jaguar, fabricado pela Atari, foi o primeiro console de 64 bits. Essa potência inovadora era enaltecida em seus comerciais agressivos que diziam: "Faça as contas! O Sega Genesis possui 16 bts, o 3DO possui 32 bits mas o Jaguar possui 64!!". O Jaguar fez certo sucesso em seu lançamento, superando até o 3DO, mas devido à falta de jogos não conseguiu se manter no mercado e acabou sendo o responsável pela saída definitiva da Atari do mercado de consoles.

 




Amiga CD32. Console lançado pela Commodore. Conseguiu uma boa fatia do mercado de CDs na Europa, superando o SEGA CD, mas não durou muito tempo.






Atari Jaguar, última tentativa da empresa em se manter no mercado. Entretanto, a má reputação deixada no final da vida do Atari 2600 entre as desenvolvedoras fez com que o Jaguar não conseguisse muitas parcerias. Com poucos jogos e sem sucesso, a empresa teve que sair do mercado.



Apesar destes consoles terem tido sua importância para a indústria de games, os três consoles que realmente fizeram a diferença, tanto na Quinta Geração quanto na história dos videogames, foram o SEGA Saturn, o Playstation e o Nintendo 64.

O primeiro destes a ser lançado foi o SEGA Saturn. Assim como na geração anterior, a SEGA sai na frente de sua maior rival. Lançado em 1994 no Japão e em 95 no restante do mundo o Saturno foi um inicialmente um sucesso no Japão devido à sua propaganda massiva e ao carisma do personagem principal de sus propaganda: Segata Sanshiro.



Segata Sanshiro, mascote do Satunrn na campanha no Japão. Era uma sátira a Sugata Sanshiroum personagem da literatura japonesa e lutador de judô. Segata vivia nas montanhas carregando um Saturn branco gigante nas costas e socando seu controle. De vez em quando descia para a cidade, abordava pessoas que não estivessem jogando o console dando um "lição física" neles. Depois deixava um console ao lado dos corpos feridos e dizia: "Sega Saturn Shiro" (jogue Sega Saturn).
Assista os comerciais:
https://www.youtube.com/watch?v=gc3AK8k90xw

Entretanto, o Saturn não conseguiu repetir o mesmo sucesso de seu antecessor em outros países. Na Europa, fez sucesso inicialmente mas o Playstation da Sony acabou ganhando mercado. Nos EUA, o Saturn foi anunciado para ser lançado em todo o país setembro de 1995 mas acabou sendo lançado em maio como uma forma de adiantar as vendas e ganhar quatro meses de dianteira em relação ao seu rival (o Playstation também foi anunciado para setembro). Mas isso acabou sendo ruim para a SEGA, pois apenas alguns varejistas foram selecionados irritando irritando os demais e fazendo com que muitos não fechassem acordo com a SEGA. Além disso, muitas das desenvolvedoras de games ainda não tinham terminado seus jogos fazendo com que o Saturn fosse lançado com poucos jogos. No Brasil o Saturn fez grande sucesso, mas com um preço de lançamento 10 vezes maior que o salário mínimo e com um hardware que não permitia a pirataria de games acabou perdendo rapidamente o mercado contra a Sony.






Console da SEGA para a Quinta Geração. Em minha módica opinião, um dos consoles mais bonitos (se não o mais) de todos os tempo.









Um outro fator que fez o Saturn não conseguir vencer seus principais concorrentes, foi sua arquitetura. O Saturn não possuía apenas uma CPU, mas duas, além de outros seis processadores auxiliares. Além disso a forma geométrica básica para seus gráficos era um quadrilátero e não triangular, como o Playstation e o Nintendo 64. Isso dificultou e desencorajou as desenvolvedoras a converterem seus jogos para o console. Com a baixa nas vendas, a SEGA anunciou precocemente seu próximo console o Dreamcast e descontinuou o Saturn em 1999 (2000 no Japão), dando ao console um vida útil média de apenas 5 anos.


 Virtua Fighter 2: Um dos jogos de maior sucesso do Saturn e um dos poucos a conseguir aproveitar o máximo de sua potente porém complexa tecnologia.

No final de 1994, pouco tempo após o lançamento do Saturn, a Sony lançou seu o Playstation, também conhecido por PS ou PSOne. Entretanto a história do primeiro console da Sony não começou aí. Anos antes a Sony era parceira da Nintendo e as duas empresas juntas iniciaram o desenvolvimento de um console-acessório denominado Play Station (escreve separado mesmo) cuja função seria rodar CDs no SNES, assim como o SEGA CD. Entretanto a Nintendo cancelou o projeto e a parceria com a Sony ao rever os termos de contrato entre as empresas que dava a Sony um domínio muito grande sobre tudo que fosse lançado para o Play Station. A Sony entretanto não desistiu do projeto e, após remodela-lo, lançou seu console: o PlayStation (agora sem o espaço entre as palavras).



Playstation em três versões: a versão de lançamento de 1994 (topo), a versão com o controle Dualshock lançada em 1997 após alcançar a liderança nas vendas (inferior esquerda) e  uma versão redesenhada e mais compacta chamada oficialmente de PSOne lançada em 2000. Com o lançamento desta versão, a anterior foi carinhosamente apelidada pelos brasucas de "tijolão".






O Memory Card era utilizado para salvar o progresso dos jogos e tinha capacidade para armazenar 15 blocos. Cada jogo exigia um número específico de bolcos para seus saves, mas normalmente apenas 1 era pedido.




A potência de seu hardware, sua capacidade de rodar jogos 3D e o fato de utilizar CDs como mídia (o que barateava a produção de jogos) levou grandes empresas a formarem parceria com a Sony, sendo das principais a Eletronic Arts e a Namco. Isso fez com que o PlayStation adquirisse um grande rol de jogos de qualidade. O preço de lançamento mais baixo que seus concorrentes também ajudou a alavancar suas vendas. Ao fim de sua vída, em 2006, o Playstation já havia vendido mais de 100.000.000 (cem milhões) de unidades (uma dessas aí foi minha... meu sonho na época era um Saturn, mas ele era vendido por uns R$600 enquanto um amigo importava o PS por pouco mais de R$200... uma diferença de preço era de quase 400 reais numa época em que o salário era de 80R$...). O PS foi o segundo console mais vendido da história (perdendo apenas para seu sucessor, o PS2). 



Gran Turismo: Jogo mais vendido para o PS com quase 11 milhoes de cópias vendidas.

 Final Fantasy VII com 9,8 milhões de cópias vendidas e Gran Turismo dois com 9,3 milhões ocupam o segundo e terceiro lugares em número de vendas do PS.

Por fim, temos o lançamento da Nintendo: o Nintendo 64 em 1996, dois anos após seus concorrentes. O console já havia sido anunciado em 1993, com o nome de Project Reality e apresentado parcialmente (apenas uma imagem sem o controle) ao público em 1994 com o nome de Nintendo Ultra 64. Finalmente foi lançado com o nome final de Nintendo 64 (N64). O console apresentava uma estrutura avançada com capacidades gráficas, sonoras e de processamento avançadas. Foi extremamente bem recebido pela crítica, recebendo elogios pela velocidade de processamento gráfico, responsividade do controle, gameplay suave e dinâmico, pela qualidade sonora e principalmente por seu jogo de lançamento: o Super Mario 64.


 O representante da Nintendo para a Quinta Geração. Ainda hoje, é um dos consoles mais reconhecidos de todos os tempos.

A Nintendo optou por manter o sistema de cartuchos para seus jogos, chamados por ela de Game Paks. A empresa optou por manter os cartuchos devido a algumas vantagens: a maior velocidade na leitura dos dados fazendo as telas de loading raras no console; a maior durabilidade e resistência a danos físicos; a capacidade de aceitar o acoplamento de chips como os de gráficos, permitindo ampliar a capacidade, já alta, do console; e a maior dificuldade para a pirataria. entretanto, como ponto negativo, temos o alto custo de produção e a baixa capacidade armazenamento. Isso, aliado a uma política onerosa de licenciamento da Nintendo, levou a muitas empresas que apoiavam a empresa a se afastarem (a Square por exemplo, antes parceira da Nintendo, assinou exclusividade com a Sony). Assim a maior parte dos games do N64 eram produzidos por desenvolvedoras first e second-party.




Cartuchos do N64, ou Game Paks. Normalmente eram cinzas, mas alguns jogos, com lançamentos promocionais vieram em outras cores.








 Super Mario 64, jogo de maior venda do N64 (11,6 milhões de cópias). Um marco na história dos games.

Apesar de toda a crítica positiva e da qualidade do console, o N64 não conseguiu vencer a estreante Sony. Por ter entrado no mercado de forma tardia, a SEGA e a Sony já tinham garantido seus fãs, e isso reduziu um pouco as vendas do N64. Por ter escolhido cartuchos e perdido parcerias com isso, fez com que o N64 tivesse poucos jogos lançados ao longo de sua existência, ao contraio do PlayStation que teve uma lista enorme de jogos de qualidade, permitindo atender a vários públicos. Além disso a tecnologia avançada do console dificultava a criação de jogos, pois sua estrutura, assim como o Saturn, e alguns desenvolvedores criticavam a dificuldade em manter seus processadores em sincronia. Ainda assim conseguiu vender mais de 30 milhões de unidades, se tornando o "vice" da Quinta Geração.


Assim como ocorreu anteriormente, a transição entre Quinta e Sexta gerações foi suave. Os consoles ainda estavam sendo fabricados quando suas produtoras começaram a lançar seus novos representantes. Semana que vem escreverei sobre a antepenúltima geração. Nela o mercado fica seletivo onde apenas quatro consoles participam: SEGA, Sony e Nintendo continuam a contenda e Microsoft entra na briga.

Até lá.

3 comentários:

  1. Cara, que texto mais nostálgico. Realmente concordo em relação ao Sega Saturn ser um dos consoles mais bonitos já desenvolvidos. Aquele sim é um verdadeiro tanque de guerra parrudo!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Era lindo mesmo, principalmente o controle.... Pô saudades do meu PS tijolão... recentemente fui ligar ele, achando na inocência que ainda funcionaria depois de anos guardado kkkk.... Mas ele viveu bem e serviu ao seu propósito de me divertir... que o paraíso dos consoles o receba bem.... E vlw pelo apoio no blog brodin.

      Excluir
  2. Inclusive me inspirei na sua postagem para criar meu Rise From Your Graves de quinta feira com o saudoso Nights into Dreams. Quanto ao seu playstation, nosso amigo Alysson pode dar uma revivida no garoto!! :)

    ResponderExcluir